quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Atividades do Carpinteiro.



RESUMO DAS INSTRUÇÕES

PROCEDIMENTOS SEGUROS DURANTE AS ATIVIDADES

1) Não permitir que o ajudante ou outras pessoas utilizem as ferramentas elétricas de corte rotativo. 2) Isolar e sinalizar a área dos trabalhos, principalmente nos escoramentos da pré-laje. 3) Não sobrecarregar os andaimes com materiais. 4) Utilizar porta ferramentas para martelo, pregos, etc. 5) Utilizar todo material disponível para confeccionar proteções de locais abertos. 6) Manter atenção em fechar todas as aberturas encontradas na obra independente de ser ou não sua área de trabalho (Exp: Shafts – escadas – poço de elevador – beirais de laje, etc).
6) Manter a serra circular de bancada bloqueada quando ausente do local. 7) Observar os dentes de vídea da serra e trocar o disco quando quebrados. 8) Antes da desforma verificar todas as escoras de beirais se estão firmes e isolar ás áreas imediatamente abaixo dos serviços que vai executar. 9) Passar amarra de corda em todas as escoras de beiral. 10) Fixar cabo guia em cabo de aço ou corda de poliamida para fixar cinto de segurança no trabalho de desforma nos beirais. 11) Amarrar todas as madeiras de beirais abertos antes de soltá-las totalmente na desforma. 12) Na desforma limpar automaticamente os pregos e cimentos da madeira retirada organizando em empilhamento seguro fora dos beirais. 13) Em ventos fortes não desformar a laje, 14) Amarrar com corda ou cordão as ferramentas de desforma (pé-de-cabra e martelo). 15) Proteger ou isolar de imediato os locais em abertos após a desforma - Responsabilidade civil criminal do carpinteiro na negligência deste procedimento. 16) Manter o Ajudante orientado a executar constantemente a limpeza e organização no local de serviço. 17) Não permitir o Ajudante realizar desforma. 18) Utilização somente de ligações com plugs, tomadas e cabo tipo PP nas suas máquinas de trabalho e não improvisar ligações elétricas. 19) Não fazer refeições nos pontos de trabalhos, usar o refeitório. 20) Fazer uso dos EPIs específicos a cada tarefa. 21) Manter os EPIs limpos e higienizados.

RESPONSABILIDADE

1) Desempenhar com dedicação a profissão. 2) Pensar sempre que a fuga de uma providência imediata pode causar acidente ou óbito de um colega de trabalho. 3) Ser imediatista nas ações de executar uma proteção. 4) Não achar que a providencia possa ser de outro e não a sua mas fazer para proteger. 5) Trabalhar em equipe evitando peso em demasia e conseqüente acidente pessoal. 6) Alertar todos os colegas quanto a riscos de acidentes em suas áreas de trabalho.

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

1) Obrigatoriedade de uso. 2) Especificação pelo Empregador e pelo Profissional de Segurança do Trabalho. 3) EPIs BÁSICOS: Uniforme, botina de segurança. 4) EPIS ESPECÍFICOS: Capacete acoplado com protetor facial + Óculos de segurança + Avental de raspa + Máscara respiratória para pós finos PFF1 + Abafador de ruído tipo concha com NRR dimensionado após dosimetria local. + Luva de raspa somente nas tarefas de carregamento de madeira, na montagem das formas e na desforma. + Cinto de segurança e cabo guia nos beirais acima de 2,00m de altura + Trava quedas em deslocamentos em beirais abertos. 5) Na concretagem verificar os vibradores se estão isolados e com aterramento elétrico.


CONDIÇÕES DA SERRA

1. A instalação da serra circular de bancada deve ocorrer em espaço suficiente para que o Carpinteiro durante a operação de corte com madeiras mais longas, tenha condição de giro. O ideal é haver ao redor da serra circular um espaço minimo de 2,5m de cada lado.
2. Deve ser dotada de mesa estável, com fechamento de suas faces inferior, anterior e posterior, construída em madeira resistente e de primeira qualidade, material metálico ou similar de resistência equivalente, sem irregularidades, com dimensionamento suficiente para a execução das tarefas.
3. Ter carcaça do motor aterrada eletricamente.


4. A instalação da serra circular de bancada deve ocorrer em espaço suficiente para que o Carpinteiro durante a operação de corte com madeiras mais longas, tenha condição de giro. O ideal é haver ao redor da serra circular um espaço minimo de 2,5m de cada lado. (
5. Deve ser dotada de mesa estável, com fechamento de suas faces inferior, anterior e posterior, construída em madeira resistente e de primeira qualidade, material metálico ou similar de resistência equivalente, sem irregularidades, com dimensionamento suficiente para a execução das tarefas.
6. Ter carcaça do motor aterrada eletricamente.
7. O disco deve ser mantido afiado e travado, devendo ser substituído quando apresentar trincas, dentes quebrados ou empenamentos.
8. As transmissões de força mecânica devem estar protegidas obrigatoriamente por anteparos fixos e resistentes, não podendo ser removidos, em hipótese alguma, durante a execução dos trabalhos.
9. Ser provida de coifa protetora do disco e cutelo divisor, com identificação do fabricante e ainda coletor de serragem.
10. Nas operações de corte de madeira devem ser utilizados dispositivos empurrador e guia de alinhamento.
11. As lâmpadas de iluminação da carpintaria devem estar protegidas contra impactos provenientes da projeção de partículas.
12. A carpintaria deve ter piso resistente, nivelado e antiderrapante, com abertura capaz de proteger os trabalhadores contra quedas de materiais e intempéries.
13. Os eixos da serra e do motor devem estar paralelos , caso contrário forçam o motor e esgarça a correia.
14. Folga das correias: Muito apertadas força o motor, força os rolamentos, aquece e não corta a madeiras
15. Muito soltas a polia derrapa e não corta a madeira – deixar uma folga nas correias de 1 cm a 1,5cm
16. As madeiras de pinho, capiuba, canela, canafistola não precisam de vídea. As demais madeiras e compensados, sólida e pesada, precisam de vÍdea.
17. A mesa em madeira para a bancada da serra é necessário estar com espessura mínima de 25 milímetros. A altura da mesa deve ser de 85 a 90 centímetros e ser provida de coifa protetora do disco e cutelo divisor, com identificação do fabricante e ainda coletor de serragem.
18. A serra circular deve ser dotada de chave de ignição individual.
19. A bancada deve ser mantida impa.
20. Manter próxima á bancada, depósitos especiais para a coleta de serragem e restos de madeira.
21. As lâmpadas de iluminação da carpintaria devem ser protegidas com tela, grade ou coifas de vidro resistente contra impactos de projeções de partículas.
22. A carpintaria deve ter piso resistente, nivelado e antiderrapante, com cobertura capaz de proteger os trabalhadores contra quedas de materiais e intempéries. Dependendo do local de instalação deverá ser dimensionado sistema de acústica para evitar a propagação do ruído a outros setores.
23. Para o corte de madeira da produção deve haver uma Ordem de Autorização para evitar que qualquer funcionário acesse o local, distraia a atenção do Carpinteiro e que interfira na produção, qualidade e segurança.

ORDEM E LIMPEZA

1. Somente o Carpinteiro e o Ajudante autorizado podem permanecer no interior da carpintaria.
2. A coifa de serragem deve ser sempre esvaziada e não pemitir que transborde. A um eventual aquecimento da serra ou problemas elétricos pode haver iginição e incêndio.
3. Não se deve armazenar ou empilhar madeiras dentro da carpintaria a ponto de obstruir a movimentação da equipe e o giro do material durante o corte.
4. No local apenas deve existir a bancada de trabalho, armário para ferramentas pequenas tipo, martelos, serrotes, serras pequenas, pregos, dobradiças e armário para a guarda vde EPIs.
5. Não deve ser permitida a entrada de pessoas não autorizadas na Carpintaria.
6. A Carpintaria deve ser totalmente fechada, com aberturas para ventilação, exaustão se necessário, porta ou portão com cadeado e chave.
7. Para o corte de madeira da produção deve haver uma Ordem de Autorização para evitar que qualquer funcionário acesse o local, distraia a atenção do Carpinteiro e que interfira na produção, qualidade e segurança.




O CARPINTEIRO

8. Antes de iniciar qualquer serviço verifique se os equipamentos apresentam boas condições, e observando irregularidades não opere o equipamento, comunicando as irregularidades ao seu supervisor imediato. Itens a serem observados:
9. Antes de iniciar qualquer serviço verifique se os equipamentos apresentam boas condições, e observando irregularidades não opere o equipamento, comunicando as irregularidades ao seu supervisor imediato. Itens a serem observados:
10. Disco da serra circular.
11. Lâmina de corte.
12. Esticamento das correias.
13. Estado geral da parte elétrica.
14. Bancada.
15. Motor.
16. Se há jogo no eixo.
17. Mantenha o seu local de trabalho limpo, não deixando que serragem acumule, principalmente próximo ao motor elétrico.
18. Ajuste a coifa para cada tamanho de madeira que for ser cortada.
19. Evite brincadeiras quando estiver operando as máquinas.
20. Solicite que trabalhadores que aguardam o material, permaneçam fora da área delimitada da carpintaria. Não deve ser permitido, pelo responsável da carpintaria, aglomerações ao redor dos equipamentos da carpintaria, estando esta em operação.
21. Para efetuar a limpeza das máquinas, desligue a chave de força no próprio quadro. As manutenções efetuadas por profissionais qualificados, devem ser efetuadas com a energia desligada, salvo condições especiais, quando serão tomadas medidas de segurança adicionais.
22. Em caso de dúvidas na operação, chame seu encarregado.
23. Quando a peça a cortar for pequena ou na operação final da serragem, deve ser utilizado o dispositivo empurrador.
24. Para operação de corte é necessário haver guia de alinhamento.
25. A madeira a ser cortada não deve conter pregos, concreto ou qualquer trava metálica.
26. Ao serrar a peça deverá ir ao encontro da serra em ângulo exato.
27. Ao serrar peças de tamanhos médio/grande, deverá o Carpinteiro ter um ajudante.
28. Ao trocar o disco de corte utilizar chave de boca e não bater com o martelo.
29. Na carpintaria devem existir extintores de: H2O e PQS (ou CO2).
30. Devem existir Placas de Aviso e Placas de Proibição.
31. A carpintaria deve possuir um Livro de Inspeção de Máquinas onde diariamente devem ser registradas pelo Carpinteiro Operador todas as irregularidade ocorridas. Conforme as regras estabelecidas, normalmente o local é Inspecionado pelo Tec Seg Trab local ou CIPA e o livro é vistado para as providencias. O documento específico deve constar às datas e falhas observadas, as medidas corretivas adotadas e a indicação de pessoa, técnico ou empresa que as realizou.

32. Os EPI's recomendados para os carpinteiros são:
• Protetor facial em acrílico resistente
• Óculos de proteção
• Protetor auricular tipo abafador com NRR dimensionado após medição do agente
• Máscara para pó e poeira tipo Pf 1 com válvula de inalação para evitar embasamento na lente do protetor e óculos
• Avental de raspa de couro, com ilhoses e fivelas
• Capacete de segurança (deve-se dar preferência ao capacete que tenha acoplado o protetor facial).
• Bota de couro com palmilha de aço
• Uniforme com blusão de manga curta

32. Os EPI's recomendados para os ajudantes são:
• Protetor facial em acrílico resistente
• Óculos de proteção
• Protetor auricular tipo abafador com NRR dimensionado após medição do agente
• Máscara para pó e poeira tipo Pf 1 com válvula de inalação pára evitar embasamento na lente do protetor e óculos
• Avental de raspa de couro, com ilhoses e fivelas
• Capacete de segurança (deve-se dar preferência ao capacete que tenha acoplado o protetor facial).
• Bota de couro com palmilha de aço
• Uniforme com blusa de manga curta.
33. Ao serrar peças de tamanhos médio/grande, deverá o Carpinteiro ter um ajudante.
34. Ao trocar o disco de corte utilizar chave de boca e não bater com o martelo.
35. Na carpintaria devem existir extintores de: H2O e PQS (ou CO2).
36. Devem existir Placas de Aviso e Placas de Proibição.
37. A carpintaria deve possuir um Livro de Inspeção de Máquinas onde diariamente devem ser registradas pelo Carpinteiro Operador todas as irregularidade ocorridas. Conforme as regras estabelecidas, normalmente o local é Inspecionado pelo Tec Seg Trab local ou CIPA e o livro é vistado para as providencias. O documento específico deve constar às datas e falhas observadas, as medidas corretivas adotadas e a indicação de pessoa, técnico ou empresa que as realizou.

Um comentário:

Videos relacionados a segurança do trabalho.

Loading...