terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Hora extra: até que ponto vale a pena?


Infelizmente trabalhar além do horário do expediente tornou-se um hábito para muitas pessoas. O que deveria ser uma situação atípica, acaba comprometendo a vida pessoal e o descanso físico e mental de quem se depara com mais horas de trabalho.


As vezes a hora extra no serviço pode trazer benefícios e malefícios para o ser humano, como uma graninha a mais no final do mês e também prejudicar seu cérebro. As jornadas de trabalho nem sempre são boas, pois as muito longas podem comprometer a função cerebral, pois o excesso de hormônios do estresse pode explicar o problema.

Trabalhar muitas horas por semana traz efeitos danosos aos sistemas imunológicos, cardiovascular e digestivo. Os padrões de sono e descanso ficam alterados e podem surgir alterações de comportamento com manifestações agressivas. Ou seja quem trabalha mais, pode ter uma queda de capacidade que pode estar relacionada a alterações nos níveis de marcadores neuroendócrinos de estresse.

Pois pequisas se concentraram em pessoas com mais de 50 anos e buscava entender as correlações entre jornadas de trabalho e funcionamento cerebral. Os participantes foram avaliados com testes de linguagem, raciocínio lógico, argumentação e memória. Os resultados mostraram que aqueles que trabalhavam mais de 55 horas por semana apresentavam piores resultados nos testes iniciais.

Por isso temos que pensar muito bem antes de enfrentar longas jornadas de trabalho, pois temos que levar em consideração se vale a pena ganhar um dinheirinho a mais ou sofrer de sérias doenças.
Fonte: wikipedia.org, guiagratisbrasil.com, cliquesaude.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Videos relacionados a segurança do trabalho.

Loading...